Fale conosco:

Os principais problemas oftálmicos do Schnauzer

O Schnauzer merece seu lugar como um dos terriers domésticos mais populares. Ele é brincalhão, curioso, alerta, corajoso e sociável. Ele se comporta muito bem dentro de casa e adora fazer parte de todas as atividades. Ele também se dá melhor com outros animais do que a maioria dos terriers, embora ele tenha grande prazer em correr atrás deles. Ele é inteligente e pode ser teimoso, mas responde bem aos comandos. Ele adora crianças. Alguns podem latir bastante.
A configuração dos pelos do rosto deixa os cães dessa raça com uma sobrancelha e bigode, marcas registradas do Schnauzer. É um cachorro que gosta de pessoas, e é recomendável que a família que o acolher também goste de se exercitar, pois ele precisa de atividades físicas em boas doses. Esse típico comportamento atlético é derivado de seu instinto caçador e criá-lo no campo vai tornar seus dias mais doces e divertidos. Mas, mesmo que seja na cidade, esse cachorro vai encontrar a felicidade enquanto puder brincar sem parar com seu tutor.
As principais alterações oftálmicas encontradas nessa raça são:

Catarata:

A catarata consiste em uma opacidade do cristalino, o que impede que a luz penetre até a retina. Os sinais aos quais o dono deve estar alerta são a cor esbranquiçada do olho (na região da pupila) e os sinais de diminuição da visão do animal (desorientação, esbarrar em paredes, etc.). O único tratamento para a catarata é a cirurgia, no qual o cristalino é removido por um aparelho específico através de um procedimento chamado de facoemulsificação, técnica mais indicada e moderna atualmente. É uma cirurgia com uma taxa de sucesso alta. Contudo, esse sucesso encontra-se condicionado por vários fatores.

SARD (Degeneração súbita adquirida da retina):

Essa doença é uma degeneração aguda da retina, que ocorre de forma repentina e é caracterizada por perda da visão, geralmente em 24h ou poucos dias. Geralmente afeta animais de meia idade a idosos. Os sinais observados no cão são pupilas dilatadas e sem reação a luz associado a perda de visão. O diagnóstico é realizado através de um exame específico chamado Eletrorretinografia, o qual demostra se a função da retina está alterada, já que no exame de fundo de olho não se observa alterações compatíveis com a doença. Até o presente momento não se sabe a verdadeira causa da SARD, e por isso, não existe nenhum tratamento específico que faça o cão enxergar novamente. Porém o diagnóstico e as orientações são necessárias para um melhor convívio do pet.

Ceratoconjuntivite seca:

Mais conhecida como olho seco, é um processo inflamatório da córnea e da conjuntiva que ocorre devido a deficiência da quantidade ou da qualidade do filme lacrimal, ou ainda uma combinação de ambas, resultando no ressecamento da superfície ocular. Possui várias etiologias, porém, acredita-se que a causa imunomediada (um processo do próprio organismo contra a glândula lacrimal) seja a mais comum. É uma doença oftálmica progressiva podendo levar à cegueira se não tratada. Na maioria dos casos, o tratamento clínico com uso de produtos tópicos que estimulam a produção lacrimal (imunomoduladores) e substitutos da lágrima (lubrificantes) proporcionam uma boa resposta.
O diagnóstico acurado e precoce das doenças oculares através de equipamentos específicos permite estabelecer o tratamento adequado para o paciente, aumentando as chances de preservar a visão. Portanto, a qualquer sinal de anormalidade, não deixe de nos procurar.  
Conte sempre com a nossa ajuda, a Pet Visão é uma clínica especializada em Oftalmologia Veterinária com profissionais experientes e capacitados para atender as doenças relacionadas a visão do seu animal. Entre em contato (17) 3308- 0841 ou (17) 98114-4210.

2 respostas

  1. Olá …A degeneração da retina é genético? Existe mapeamento genético? Quero adquirir um Schnauzer . Qual. A probabilidade de um cão desta raça desenvolver problemas oftalmicos. Alta ou baixa?

    1. Olá. Algumas alterações de retina como a atrofia por exemplo é de caráter hereditário. Pode passar de pais pra filhos, e por isso, qdo os pais tem doença de retina, sugere-se que não reproduzam. A raça schnauzer tem predisposição a problemas oftálmicos sim, entre eles uma doença que acontece ma retina e pode deixar cego de uma hora pra outra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

× Como podemos te ajudar?