Fale conosco:

Os principais problemas oftálmicos do Labrador

Poucas raças merecem tanto seu sucesso como o Labrador Retriever. Devotado, obediente e amável, se dá bem com crianças, outros cães e animais de estimação. Ele pode ser um tranquilo cão dentro de casa, brincalhão no quintal e um intenso cão do campo, tudo no mesmo dia. Ele tem muita vontade de agradar, adora aprender e se supera em obediência. Ele precisa de desafios diários para mantê-lo ocupado. Um Labrador entediado pode se meter em encrencas, como destruir tudo o que estiver na sua frente.
As principais afecções oculares estão listadas abaixo:

Entrópio:

Sé dá quando a margem palpebral é invertida e faz com que os pelos ficam em contato com a superfície ocular, causa desconforto e irritação nos olhos, lacrimejamento e até ulceras. O único tratamento é a correção cirúrgica.

Catarata:

Consiste em uma opacidade da lente (cristalino), o que impede que a luz penetre até a retina causando cegueira. Pode ser hereditária ou secundária a doenças endócrinas. Dentre os sinais estão leucocoria (pupila branca) e sinais de diminuição da visão do animal (desorientação, esbarrar em paredes, etc.).

Úlcera indolente:

São erosões epiteliais recorrentes, comuns em cães de meia idade a idosos de todas as raças. Acredita-se que a patogênese envolva defeito na adesão entre camadas da córnea, promovendo a ruptura do epitélio e sua incapacidade de aderir ao estroma subjacente dificultando e prolongando a cicatrização. Os principais sinais clínicos são: dor oftálmica, blefarospasmo (piscar excessivamente) e lacrimejamento. Nos casos de úlcera indolente, é improvável que a córnea cicatrize sem intervenção cirúrgica, podendo em alguns casos se fazer necessário novas intervenções.

Glaucoma:

É definido pelo comprometimento da retina e do nervo óptico (estruturas responsáveis pela visão), através de um aumento significativo da pressão intraocular podendo levar a cegueira. Nesse caso há um “defeito” na drenagem do humor aquoso, aumentando a pressão. Os sinais clínicos geralmente aparecem em um dos olhos e depois pode atingir ambos, levando então a cegueira. O glaucoma é considerado extremamente doloroso em pessoas e acredita-se que seja tão doloroso ou mais em cães. O objetivo do tratamento é diminuir a pressão intraocular com o uso de medicamentos e até mesmo cirurgia, diminuindo a dor e evitando a perda da visão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.